Planeje e cuide muito bem da sua aposentadoria

 

     Um leitor me escreveu sugerindo para falar um pouco sobre as alternativas de investimentos para a aposentadoria, pois não deseja ficar dependente exclusivamente da aposentadoria do Governo.

     Mas, antes vamos começar refletindo sobre a expectativa de vida no Brasil. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 1940 a expectativa de vida de um brasileiro era de 45,5 anos. Já em 2018, essa expectativa aumentou para 76 anos. Outro fato relevante é que, segundo o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), atualmente, 14,2% da população brasileira é formada por aposentados e pensionistas. O IBGE complementa dizendo que em 1992 havia 1 beneficiário para 12 brasileiros, e em 2015 havia 1 beneficiário para 7 brasileiros. Isso já mostra que a população brasileira está ficando mais velha, ou seja, o número de jovens está diminuindo e estamos vivendo mais. Também mostra que os brasileiros que estão na ativa estão sustentando cada vez mais quem está aposentado.

     Outro dado relevante é o rombo da previdência social. Em 2017 já chegava em 268,7 milhões de reais. Esse número preocupa a maioria dos brasileiros, pois mesmo contribuindo para o INSS, há um pressentimento geral de que quando se aposentar não há garantia de que o Governo terá dinheiro para realizar os pagamentos. Até quem já está aposentado já demonstra essa preocupação, pois sabe que em algum momento não terá dinheiro. Sem contar que os brasileiros que contribuem para a previdência social não acreditam que consigam, ao se aposentarem, atingir o teto que é, atualmente, de R$ 5.645,80 (em 05/09/2018) e conseguirem manter seu padrão de vida atual.

Por estes motivos catastróficos citados, alguns brasileiros já começam a procurar maneiras de não dependerem exclusivamente da previdência social, ou seja, estão buscando alternativas para uma previdência complementar, pois não querem depender da aposentadoria do Governo, nem depender de parentes e amigos para sobreviverem. Também não querem continuar trabalhando até não aguentarem mais, situação vivida por muitos brasileiros que já se aposentaram, mas que ainda precisam trabalhar para continuarem a ter um padrão de vida digno.

     Por isso, é muito importante investir o quanto antes e mais cedo possível. Entretanto, em 2014, uma pesquisa realizada pelo economista José Roberto Afonso e divulgada pelo banco Santander, aponta que no Brasil apenas 5% da população mais rica faz alguma poupança para a aposentadoria. É muito pouco e isso causará um grande impacto na qualidade de vida quando chegar à velhice. Na edição 1152 da revista Exame publicada em 20/12/2017, a GPS Investimentos mostrou o seguinte cálculo:

Quanto é preciso economizar para ter uma renda mensal de cerca de R$ 8.000,00 ao se aposentar?

  1. Em uma aplicação com rendimento real de 7% a.a., seria preciso acumular 1,9 milhão de reais.
  2. Em uma aplicação com rendimento real de 3% a.a., seria preciso acumular 5,1 milhões de reais.
  3. Em uma aplicação com rendimento real de 1,5% a.a., seria preciso acumular 14,3 milhões de reais.

     Esses cálculos mostram que, quanto menor for o rendimento, maior será o esforço para poupar dinheiro. Por isso, planejar a aposentadoria é um processo de longo prazo, podendo levar 20, 30 ou 40 anos de investimento. Para isto, o Banco Itaú criou a seguinte regra:

  1. Aos 25 anos seria necessário investir 10% do que ganha numa reserva para a aposentadoria;
  2. Aos 30 anos, 15%;
  3. Aos 45 anos, é a idade menos 10, ou seja, 35%.

     No livro “Adeus, Aposentadoria”, o consultor financeiro Gustavo Cerbasi fala sobre a importância de se educar, de investir, de empreender depois dos 60 anos e de gerenciar bem a carreira profissional. Outros especialistas vão indicar investimentos mais conservadores para formação da reserva de emergência, que são títulos ou fundos, públicos ou privados, atrelados à inflação ou ligados ao CDI. Por exemplo, Tesouro IPCA+, CDB, LCI e LCA. Para os mais arrojados, são indicados fundos imobiliários e uma carteira de ações que paguem dividendos. Também são indicados os planos de previdência privada, PGBL e VGBL, mas aqui cabe uma atenção: as instituições financeiras que vendem esses planos de previdência privada ganham dinheiro cobrando taxas de carregamento e de administração. Por exemplo, se for cobrada uma taxa de carregamento de 3% ao mês, quando você deposita R$ 100,00, R$ 3,00 vai para a instituição e R$ 97,00 vai para a sua aposentadoria. Já a taxa de administração é cobrada uma vez por ano. Por isso, é muito importante fazer as contas, pesquisar e negociar bastante para que essas taxas sejam as mais baixas possíveis e você possa usufruir de uma aposentadoria bem mais tranquila.

     Logo abaixo eu compartilho um simulador de independência financeira disponível gratuitamente no site Clube dos Poupadores. É bem simples de usar e você pode brincar com os números. A minha dica é: não seja apenas otimista nas simulações. Simule também o pior cenário para que você não tenha surpresas futuras.

https://www.clubedospoupadores.com/simulador-independencia-financeira

     Para finalizar, é importante que você compreenda a necessidade de sempre buscar se educar financeiramente, pois há muitos produtos financeiros disponíveis no mercado que podem te levar ao sucesso ou fracasso na conquista da independência financeira. Buscar se educar financeiramente vai te ajudar a entender os argumentos dos vendedores desses produtos financeiros, pois na maioria das vezes, eles precisam bater as metas da instituição para o qual trabalham e nem sempre o que eles vão te sugerir é, realmente, o melhor para você. Buscar informação sobre determinado tipo de investimento também é importante para você se sentir mais seguro e entender as regras do jogo, pois não adianta você investir em algo do qual não entende. A chance de ter sucesso nesse jogo serão mínimas. Por isso, enfatizo mais uma vez: estude bastante, pois é seu futuro e o futuro da sua família que estão em jogo.

     Se você gostou deste artigo, divulgue compartilhando-o com seus amigos e familiares. Deixe seus comentários e sugestões para novos artigos. Vamos levar informação e conhecimento para as pessoas, pois o nosso país entrará para o rol dos países desenvolvidos tendo um mercado de capitais forte e com cidadãos empreendedores bem instruídos financeiramente.

3 comentários em “Planeje e cuide muito bem da sua aposentadoria”

  1. Muito bom o artigo. Esse assunto sempre me gerou um pouco de dúvida sobre como agir para uma boa aposentadoria e assim, com a transmissão do conhecimento que nos passou no blog nos faz pensar sobre coisas que não sabíamos ou não pensávamos. Ansioso para especificação dos investimentos. Sei que comecei tarde meus planos e preciso dar uma impulsionada. Obrigado pelas informações ! Abs.

    Curtir

Deixe uma resposta para Denis De Paula Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s